Como vender artesanato e lucrar em tempos de crise?





Você sabia que a busca por artesanato cresceu muito com a crise? E ainda nos deparamos com pessoas que nos desmotivam, falando que artesanato não dá dinheiro, provavelmente você já ouviu isso alguma vez na vida. Mas em contrapartida existem pessoas que largaram seus empregos e estão vivendo de artesanato, temos exemplos claros com os nossos artesãos que estão diariamente na telinha da TV, basta aproveitar a oportunidade, não é mesmo?

O IBGE aponta que o artesanato emprega mais de 8,5 milhões de pessoas e movimenta em torno de R$50 bilhões de reais em todo o país, agora é a hora de você aproveitar e mostrar para quem te desmotivou um dia que o artesanato dá sim dinheiro. Vamos ver como?

Imagem: Mulher.com - Foto representando a produção de artesanato 
Você precisa se diferenciar da concorrência, com o aumento de pessoas procurando por artesanato, diversas pessoas devem produzir a mesma técnica que você, então pense em algo que irá destacar o seu trabalho diante dos demais, desta forma, ofereça produtos únicos e de qualidade, para fidelizar o seu cliente.

Além disso, você precisa analisar quem é o seu cliente, você precisa focar em quem gosta da arte e focar nas vendas para eles, afinal, quem não gosta de artesanato dificilmente vai comprar e você vai perder o tempo focando em um público oposto do que você deseja de fato atingir. Então pesquise, busque na internet através dos concorrentes, veja para quem eles estão vendendo, quem se interessa e foque nestas pessoas.

Imagem: Elo7 - Foto tirada com boa qualidade e bem produzida
Você deve se atentar a qualidade do seu produto também, afinal, a primeira impressão é a que fica não é mesmo? Então se a peça for linda, logo conquistará rapidamente o público, caso contrário, a pessoa não terá interesse e futuramente não irá buscar novamente por você ou pelos seus trabalhos. Lembre-se de precificar o item de acordo com o valor do seu produto, diferencie-se com etiquetas personalizadas, tenha algo único para agregar mais valor.

Não utilize materiais baratos que irão te prejudicar depois, afinal, o cliente pode devolver a peça em caso de má qualidade, então, pesquise bem antes de comprar a sua matéria-prima. Além disso, invista na embalagem e proteja seu artesanato, pois ela poderá ser enviada pelos correios e é necessário ter todo cuidado, para que a peça seja entregue em boas condições.

Imagem: Elo 7 - Foto da etiqueta personalizada 
Seja criativa! Inove sempre em suas peças e tenha um produto único, assim a sua marca será diferenciada e chamará atenção da clientela. Faça com que as pessoas lembrem de você pelo trabalho, pela embalagem, pelo atendimento e pela diferenciação dos demais.

Uma dica incrível da Vitrine do Artesanato para você: Envie carta manuscrita junto com a peça, agradecendo a confiança do cliente, assim você conquistará eles de forma carinhosa. 

Um grande beijo e boa sorte!

Postagens mais visitadas deste blog

#CROCHETERAPIA

Aprenda e faça: Girafinha estampada com Fabi Medico

#BORDADOTERAPIA