Pular para o conteúdo principal

#TERAPIASARTESANAIS


Ainda em clima de pintura, nas Terapias Artesanais de hoje a vitrine trouxe dicas da incrível técnica de pintura sobre tecido molhado, criada pelo talentoso Luis Moreira.


ESQUEMA PARA PINTURA SOBRE TECIDO MOLHADO






Primeira Etapa:

  • Transfira o risco com auxilio de carbono de cor clara ou a mão livre com lápis 6B.
  • Molhe todo o tecido com o produto indicado.
  • Pincel Condor ref. 456 – Frutas: preencha totalmente as frutas com a cor mais clara, tomando cuidado para não deixar falha. Em seguida, contorne coma segunda cor mencionada, puxando para o interior, mantendo o centro claro.
  • Pulverize uma fina camada do produto sobre todo o trabalho.
  • Pincel Condor ref. 456 – Flores: aplique a cor nas pétalas no sentido do centro para as pontas deixando as pontas mais suaves.
  • Molhe novamente todo o trabalho.
  •  Pincel Condor ref 456  - Folhas: preencha na forma indicada como no desenho, obedecendo ao sentido das flechas.                                               
  • Molhe novamente todo o trabalho.
  • Pincel Condor ref. 456 – Fundos: aplique uma fina camada e suave, sempre com movimentos circulares, no sentido do risco para fora, ao redor de todo o trabalho.
  • Desta etapa em diante não molhe mais o trabalho. Trabalharemos apenas com a umidade contida na peça.
  • Pincel Condor ref 410 – Cortes das folhas: aplique o branco para iluminar as folhas, sempre em pequenas quantidades e com leveza, no sentido das flechas.                  
  • Pincel Condor ref. 410 – Cortes das flores: será feito no sentido das pontas para o centro procurando sempre converter as, pinceladas das pétalas em direção ao miolo.
  • Deixe a peça secar na posição horizontal por 12 horas, principalmente para a fixação das cores no tecido e para a evaporação da umidade.
  • OBS: Não deixe o trabalho secar a posição vertical, pois desse modo, o tecido poderá manchar e não deixe a peça secar ao sol, pois isso impedirá a infiltração das cores ela deve secar a sombra no processo natural.

Segunda Etapa:

  • Molhe novamente todo o trabalho com o produto indicado
  • Pincel Condor ref. 458 – Fundo Externo ou Sombra: faça o contorno com movimentos circulares ao redor de todo o risco (obs. Trabalhar em pequena extensão).
  • Molhe novamente todo o trabalho.
  • Pincel Condor ref. 458 – Fundo interno ou separação: nesta parte vamos escurecer os elementos (flores, folhas e furtas), que estão atrás ou abaixo sempre utilizando pouca tinta e espalhando para não saturar o trabalho.
  • Desta etapa em diante não molhe mais o trabalho.
  • Pincel Condor ref. 410 – Frutas: contorne todas as frutas com a primeira cor indicada, sempre com movimentos direcionado para o centro. Com a segunda tonalidade, escureça somente onde houver a sombra. Aproveite para fazer o brilho (luz) e os demais acabamentos das frutas.
  • Pincel Condor ref. 410 – Flores: Procure aplicar a tonalidade escolhida ao redor do miolo, espalhando para as pontas. Posteriormente, trabalhe com o branco no sentido contrário (obs. Essa é a segunda camada de branco que o trabalho recebe).
  • Pincel Condor ref. 410 – Folhas: vamos retocá-las somente com o branco, onde já foi aplicada.
  • Pincel Condor ref. 410 – Acabamento: prosseguir de acordo com o modelo escolhido.
  • Obs.: Na primeira etapa do trabalho, as cores aplicadas irão ¨borrar¨ criando nuances. Não se preocupe esse borrão faz parte da primeira etapa.

Depois dessas dicas incríveis que tal colocar a mão na massa?! Então peguem seus pincéis, e vamos pintar!









E como a Vitrine quer ver vocês arrasando no artesanato, visitem nosso site e confiram o super kit que preparamos para vocêshttp://goo.gl/UiT3P9#sthash.RLfcR47s.dpuf

Postagens mais visitadas deste blog

Passo a passo de cartonagem - Porta Moedas

Olha só que porta moedas lindo! Vamos aprender a fazê-lo com este passo a passo incrível da Érika Martins?

1) Cole as duas partes de mesma largura num  papel sulfite, para fazer a coifa.
2) Deixe margem de 0,5cm entre elas.
3) Faça o mesmo com as outras duas partes,  repare que há dois tamanhos, um para a parte  interna e outro para aparte externa.
4) Passe cola no cartão e na com  bastante atenção para a coifa.
5) Use o rolinho para tirar o excesso de cola e  evitar manchas no tecido.
6) Cole o tecido no cartão.
7) Com a espátula, marque bem a coifa.
8) Alise bem o tecido para evitar bolhas.
9) Nas pontas quadradas, corte o excesso de tecido  na diagonal, deixando uma pequena margem.
10) Na parte redonda faça picotes  com a ponta da tesoura.
11) Passe cola e vire as bordas do tecido,  com ajuda da espátula.
12) Faça o mesmo para a parte  interna e a externa também.

O que é cartonagem?

Vamos falar sobre Arte, vamos falar um pouco mais sobre a CARTONAGEM!
A cartonagem é uma técnica que possibilita a confecção vários objetos utilitários e decorativos. Usando como base o papel cartão cinza, de gramaturas variadas e cola branca. A forração dos projetos pode ser tanto em papel quanto em tecido.
Essa semana esteve no programa Arte Brasil a artesã Claudia Wada (http://cursosbyclaudiawada.blogspot.com/) que nos trouxe uma idéia de carteira incrível, usando a técnica de cartonagem. Olha que linda a peça que ela criou:




Gostou?
Linda né? e é muito fácil produzi-la, basta ter os materiais necessários e seguir o passo-a-passo. 
Saiba como adquirir os materiais para a produção deste kit clicando aqui http://migre.me/41Qt5


Um ótimo final de semana e até a próxima





Passo-a-passo exclusivo Almofada em Capitonê

Confira a seguir um passo-a-passo exclusivo de uma almofada lindíssima em ponto Capitonê.

Para produção da peça, você irá precisar: - 1,10 M DE TECIDO OXFORD;
- RÉGUA PARA CAPITONÊ DE 3 CM;
- AGULHA DE COSTURA;
- LINHA DE COSTURA NA COR DO TECIDO;
- 50 CM DE TECIDO TNT;
- MANTA ACRÍLICA SILICONADA;
- ZÍPER (DE 35 A 40 CM).

Passo-a-passo: Medidas:
Para parte da frente usar 64X64 cm, para quadricular de 3cm , mais 5m de borda de cada lado (total 74X74 cm)
Para parte traseira, após terminar o trabalho, medir e cortar a quantidade necessária , deixando a margem de costura das laterias e do Zíper

Risco: