Pular para o conteúdo principal

#PINTURATERAPIA

Após a correria da semana nada melhor do que relaxar com uma super dica da Vitrine na terapia de hoje!

Na Pinturaterapia de hoje, teremos outro trabalho lindo feito pelo Luis Moreira, que irá mostrar passo a passo de uma flor campestres feita em tecido molhado!

 Então peguem seus pincéis e vamos pintar!





LISTA DE MATERIAL

  • Tinta para tecido; branco, amarelo ouro, sépia, cítrico, verde pistache, verde oliva, verde pântano, cinza.
  • Pincéis Condor nas referências 456/12; 454/12 e 224/12.
  • Pulverizador de planta contendo 01 copo de álcool com 01 copo de álcool 92 graus ou somente álcool se o grau for inferior a 60.
  • Papel carbono (em cor clara – verde, rosa, amarelo) ou lápis 6B para transferir o risco.
  • Placa de Eucatex sem cola permanente.
  • 01 toalha de rosto com faixa para pintura azul clara.

PRIMEIRA ETAPA:

  1. Transfira o risco para o tecido com auxilio de papel carbono ou à mão livre com lápis 6B
  2. Fixe o tecido sobre a placa de Eucatex
  3. Molhe todo o tecido riscado com a mistura de água e álcool na proporção indicada com o pulverizador; pulverize cerca de quatro dedos além da área desenhada.
  4. Com o pincel ref. 456/12 e a cor cítrico, preencha as pétalas das flores com pinceladas da base para as pontas das pétalas.
  5. Com o pincel ref. 456/12 e as cores cítrico e verde pistache misturados na ponta do pincel, faça as folhas partindo do centro para as pontas e, depois, faça o contrario: da lateral oposta para o centro.
  6. Aplique mais uma camada da mistura de água e álcool sobre todo o risco com o pulverizador.
  7. Com o pincel ref. 456/14 e a cor verde pistache, faça a sombra ao redor de todo o risco, sempre com movimentos circulares, iniciando próximo ao risco e direcionado para fora, sempre suavizando a cor para não ficar demarcado.
  8. Com o pincel ref. 224/10 e a cor branca façam a luz das folhas, sempre no sentido contrario a cor já aplicada; utilize o pincel sempre em pé.
  9. Com o pincel ref. 224/10 e a cor branca, faça os contornos das pétalas com pinceladas leves, no sentido das pontas para o centro.
  10. Deixe a peça secar na posição horizontal por cerca de 12 horas para a fixação da tinta.


SEGUNDA ETAPA:

  1. Molhe todo o risco novamente com a mistura indicada.
  2. Com o pincel ref. 454/10 e a cor verde oliva faça uma segunda sombra ao redor de todo o risco, sempre com movimentos circulares; procurando deixar o fundo suave e sem demarcar as pinceladas.
  3. Pulverize mais uma camada da mistura sobre o trabalho, seguindo o mesmo procedimento.
  4. Com o pincel ref. 454/ 10 a cor verde pântano faça a separação entre as flores e folhas, escureça as folhas e flores que estiverem por baixo.
  5. Com o pincel ref. 224 /10 e a cor cinza em pequena quantidade escureça a pétala com pinceladas na direção do miolo para as pontas; em seguida, aplique o branco no sentido da ponta para o miolo.
  6. Com o pincel ref. 224/10 e a cor branca aplique uma nova camada sobre as folhas para iluminá-las no mesmo sentido feito antes.
  7. Para as folhas de sombra, use o pincel ref. 224 – 10 e a cor verde oliva diluída em água.
  8. Para o miolo, use o amarelo ouro, em seguida aplique leves toques de branco no centro, completando a parte inferior e o centro com verde pântano.
  9. Para os galhos e nervuras das folhas utilize o pincel ref. 224/10 e a cor sépia diluída em água.
  10. Com o pincel ref. 456/12 e a cor amarelo limão fluorescente, aplique algumas pinceladas aleatórias sobre o desenho isso dará mais luz à composição.
  11. Deixe a peça secar por 72 horas e passe a ferro.

E como a vitrine quer ver vocês arrasando na pintura, visitem nosso site e confiram o super kit que preparamos para vocês: http://goo.gl/UiT3P9


Postagens mais visitadas deste blog

Passo a passo de cartonagem - Porta Moedas

Olha só que porta moedas lindo! Vamos aprender a fazê-lo com este passo a passo incrível da Érika Martins?

1) Cole as duas partes de mesma largura num  papel sulfite, para fazer a coifa.
2) Deixe margem de 0,5cm entre elas.
3) Faça o mesmo com as outras duas partes,  repare que há dois tamanhos, um para a parte  interna e outro para aparte externa.
4) Passe cola no cartão e na com  bastante atenção para a coifa.
5) Use o rolinho para tirar o excesso de cola e  evitar manchas no tecido.
6) Cole o tecido no cartão.
7) Com a espátula, marque bem a coifa.
8) Alise bem o tecido para evitar bolhas.
9) Nas pontas quadradas, corte o excesso de tecido  na diagonal, deixando uma pequena margem.
10) Na parte redonda faça picotes  com a ponta da tesoura.
11) Passe cola e vire as bordas do tecido,  com ajuda da espátula.
12) Faça o mesmo para a parte  interna e a externa também.

O que é cartonagem?

Vamos falar sobre Arte, vamos falar um pouco mais sobre a CARTONAGEM!
A cartonagem é uma técnica que possibilita a confecção vários objetos utilitários e decorativos. Usando como base o papel cartão cinza, de gramaturas variadas e cola branca. A forração dos projetos pode ser tanto em papel quanto em tecido.
Essa semana esteve no programa Arte Brasil a artesã Claudia Wada (http://cursosbyclaudiawada.blogspot.com/) que nos trouxe uma idéia de carteira incrível, usando a técnica de cartonagem. Olha que linda a peça que ela criou:




Gostou?
Linda né? e é muito fácil produzi-la, basta ter os materiais necessários e seguir o passo-a-passo. 
Saiba como adquirir os materiais para a produção deste kit clicando aqui http://migre.me/41Qt5


Um ótimo final de semana e até a próxima





Passo-a-passo exclusivo Almofada em Capitonê

Confira a seguir um passo-a-passo exclusivo de uma almofada lindíssima em ponto Capitonê.

Para produção da peça, você irá precisar: - 1,10 M DE TECIDO OXFORD;
- RÉGUA PARA CAPITONÊ DE 3 CM;
- AGULHA DE COSTURA;
- LINHA DE COSTURA NA COR DO TECIDO;
- 50 CM DE TECIDO TNT;
- MANTA ACRÍLICA SILICONADA;
- ZÍPER (DE 35 A 40 CM).

Passo-a-passo: Medidas:
Para parte da frente usar 64X64 cm, para quadricular de 3cm , mais 5m de borda de cada lado (total 74X74 cm)
Para parte traseira, após terminar o trabalho, medir e cortar a quantidade necessária , deixando a margem de costura das laterias e do Zíper

Risco: